Reserva de emergência: o que é e qual a sua importância

A reserva de emergência é de fundamental importância para você ter uma vida financeira saudável. Mesmo que você faça um planejamento financeiro e o execute com foco e disciplina, podem acontecer imprevistos. Por sua vez, esses imprevistos podem ocasionar gastos inesperados que desestabilizam o orçamento. É justamente para isso que existe a reserva de emergência. Ela também é importante em situações de urgência como problemas de saúde súbitos ou perda de emprego. Vamos falar disso com mais detalhes.

O que é a reserva de emergência?

Como o próprio nome sugere, a reserva de emergência é o acúmulo de recursos financeiros que servem para dar suporte, quando imprevistos acontecem. Se você tem reservas, não precisará recorrer ao crédito rotativo para financiá-los.

Imagine uma despesa extra, como o conserto do carro em casos de acidente. Ou mesmo um procedimento médico não coberto pelo plano de saúde, ou uma viagem escolar dispendiosa. Ou ainda qualquer outra situação não prevista que lhe faça gastar fora do orçamento. Todas estas são situações emergenciais podem ser atendidas quando você faz uma reserva de emergência.

Uma destas situações não previstas que podem ocorrer, é a perda do emprego, algo que não é tão incomum em momentos de crise como o que vivemos. Ainda que  estes eventos incertos não sejam recorrentes, eles podem se tornar um problema crítico se você não fizer uma reserva financeira. Por isso, a melhor forma de lidar com imprevistos é formando uma reserva que possa ser utilizada sempre que houver a demanda de gastos inesperados. Assim, a gente garante que não vai  ficar no vermelho e não vai passar aperto financeiro.

E qual deve ser o valor da reserva de emergência?

Especialistas aconselham, que a reserva de emergência seja o suficiente para cobrir os seus compromissos financeiros, e isso inclui os gastos com dependentes. Por isso, não há uma resposta única para essa pergunta. Porém, é possível estimar um valor razoável para a reserva financeira com base em experiências anteriores.

Para calcular o valor dessa reserva, você deve levar em consideração o seu padrão de consumo e o quanto você gasta mensalmente. Normalmente, especialistas aconselham que o fundo de emergência corresponda aos ganhos que você obtém pelo período de 6 a 12 meses de remuneração mensal. Então considere, que se você ganha um salário de R$1200,00, a sua reserva financeira deve ser no mínimo de R$7200,00.

E como formar essa reserva?

Conforme vimos, é a reserva financeira que lhe dará tranquilidade para superar imprevistos financeiros sem precisar se endividar quando eles surgirem. Para formar a sua reserva financeira, você deve investir o dinheiro que pretende guardar fazendo alguma aplicação. Para que você possa contar com esse dinheiro imediatamente, no momento que surgir a necessidade, é importante que o investimento tenha liquidez imediata ou diária. Isso significa que ele deve estar disponível na sua conta corrente assim que você precisar utilizá-lo. Nesse sentido, existem dois investimentos bastante adequados e utilizados para a formação desta reserva, que são o CDB e o Tesouro Selic. Então vamos falar brevemente como isso funciona.

CDB

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é uma aplicação bastante simples. Nessa modalidade, o investidor adquire um título de um banco mediante determinada remuneração. Ao investir em um CDB, é como se você estivesse “emprestando” dinheiro ao banco que emitiu o título. Uma das vantagens desta aplicação é a proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Esse fundo garante o pagamento de valores até 250 mil, no caso de quebra da instituição financeira.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic funciona de forma semelhante ao CDB. Ou seja, trata-se de um título emitido para captação de recursos junto ao público. A diferença é que, nesse caso, é o Governo e não os bancos quem emite o título.

Essa é uma modalidade bastante simples e acessível para o investidor. A aplicação pode ser realizada pela plataforma da instituição financeira, pelo portal ou pelo próprio aplicativo do Tesouro.

Agora que você entendeu a importância da reserva financeira, poderá enfrentar com tranquilidade os imprevistos financeiros. Dessa forma, conseguirá ter segurança nas finanças. Então, não se esqueça de começar já a sua reserva financeira. Não importa se você tem muito ou pouco recurso financeiro. A reserva é fundamental, e por melhor que estejam as suas finanças pessoais, é preciso ter sempre em mente que, a qualquer momento, você pode precisar de uma reserva extra de dinheiro. Como vimos, situações imprevistas podem acontecer a qualquer momento ou fase da vida.

No final das contas, você não precisa se preocupar com todos esses detalhes. Criamos uma solução inovadora na ElasBank que integra o Planejamento Financeiro com a Automação de Investimentos. Dessa forma, nossos robôs escolhem os ativos de investimento mais indicados para sua situação de vida. Isso porque consideram suas finanças, interesses e características pessoais. Abra sua conta digital ElasBank! Assim, você pode aproveitar as vantagens de usar um Robô Advisor de primeira geração.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin